sexta-feira, 30 de abril de 2010

Ó aperta peito.



Eu preciso d’ocê.
Só imaginar sua falta,
Peito aperta o coração.
Coração, ó aperta peito.
Falta sua, imaginar só.
Você precisa d’eu.

Júnior Militão


Um comentário:

  1. Oh poema doce, gostoso de ler...
    Parabéns Júnior, belos versos.
    xeru
    Mila

    ResponderExcluir