sexta-feira, 6 de maio de 2016

Bom sono

 

Falo e me calo
o galo não tem calo
canta a me acordar

Calo no meu sono
galo em meu sonho
galo a me acordar

Cola o meu galo
panela a cantar
janto o meu calo









http://portugues.free-ebooks.net/ebook/Um-por-vez

file:///C:/Users/J%C3%BAnior/Downloads/E-books/Um-por-vez.pdf

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Japas

Minha cota de insanidade foi pouco...
 Amar o proximo
  Longe ou perto
   Unica forma de ser verdadeiro
    Com esse mundo
      Opiniões, dilemas etc..
        São como eles!!!

Pelo amor de Deus veja até o final!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Inluz

Sombra a celha
Trás vista tempestoso
Chuva cheia



No guarda-chuva 
Cujo não me enxuga
Não me guar dana 


Caldo de pano
Inluz úmido ando
Vesso raízes
.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Vazio


Sobras do céu
encharcando o chão
navegas as folhas que foram verão

Sombras no céu
cobrem o chão
negras as pegas mapa da solidão

Sobras da dor
encharcando meu rosto
quiseras as gotas fossem do céu

Sombras da dor
cobrem meu rosto
quiseras as sombras fechassem esse poço

Onde não bater sol

"Faz parte do meu caminho 
fazer parte do seu.

Onde não bater sol
não haverá frio se meu coração
estiver batendo pelo bem.

O inimigo não nos quer com bons olhos,
e sim um coração que só bate ao frio 
sem levar nada ao próximo.

Não é ser apenas idealista
é uma aposta no futuro na vida 
em mim.

Onde não bater sol
não haverá frio, pois, 
eu acredito no meu trabalho."



" Dedicado aos Bravos PMESP "

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Maestro


tão cheio de luz 
que clareia minha ignorância
traz o amor das palavras, 
sofridas alegrias 
de outros amores


como pode, até seu gato caolho 
o chama Camões
leva a alegria do pomo
para o bichano
bem aventurado felino


ateísta de carteirinha
discutimos como numa trucada
quem o bate mais forte na mesa
um chama o outro de ladrão
um rouba tento do outro 


maestro do conhecimento 
rege este ignorante 
ao caminho da vida.

Dedicado ao meu Professor Reinaldo " me deve uma breja "

Operário


Devorando livros
sofro o sofrimento do poeta
do personagem e o meu!


míope em letras
vejo a alegria
da tristeza na fuga!?


hora vejo letras como formigas,
trabalhando para mostrar
que não posso para trabalhar. 


malditas formigas que me enganam,
se mexem tanto não as vejo,
destroem a grama tica. 


talvez seja 
o livro é um formigueiro 
que devora o leitor!:?


e a rainha quem sera? 


Dedicado a minha Professora Rosemeire Corotti

sábado, 31 de março de 2012

Ensina-me


...de me um conselho
leva-me a luz 
mostra-me quando 
se cai 
 se levanta
ensina-me. 

Dedicado a minha Professora Rosemeire Corotti

terça-feira, 27 de março de 2012

Namoro



bateu a porta
bati o pé pra ficar
bateu saudades

você voltou, tchau 
veja direção dos pés
vai pro seu lado

bateu saudades
me perdi no caminho
vem pro meu lado
 

segunda-feira, 19 de março de 2012

Sóda



estar só(da), é ver,
só(dar) é você(deu), que, falta,
sem você(dar), é só(da).

;D

sábado, 3 de março de 2012

Oposto



"lavei meus olhos
a olhar seu caminho 
de costas ao meu"

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Escolha, (Vida Simples, Simplesmente Vivo)

Vida Simples

Fruto amadurado ainda no pé 
belo orvalho clara manhã 
retrato do singelo
cheiro de café

Simplesmente Vivo

Galo digital sempre pontual
pão fresco de ontem ante ontem 
pressa para vida
que não vou viver


Escolha,

Todo e tudo é meu
Dor sofrimento raiva cansaço ódio
Prazer sossego alegria desfrute amor
Parte do caminho com pedras
Quais eu coloquei?

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Vitória, vencer e vencedor


Minha dependência esta em viver
Glória ou amor nunca são objetivos,
Apenas parte do caminho.

O fim, tudo "é" hipóteses 
Como Monteiro falou para Emília;
Em um pisco você nasce, noutro cresce e no fim 
Morre.
_E depois?! Hipóteses!!!

Não espere nada 
E tudo que vier é ganho
Ame a si 
Desfrute do caminho!

domingo, 15 de janeiro de 2012

Passageiro da morte



...infeliz 
triste no banco do motorista

dirijo minha vida
quem dera eu a pilotasse 
nas alturas como um jato

dirijo meu amor
quem dera eu o cavalgasse
em colinas verdes e claras

dirijo meu dia
quem dera eu o passasse 
em goles de vinhos com amigos

dirijo a meu futuro 
quem dera ele me levasse 
a mil por hora ao desconhecido

passageiro da morte 
mas feliz 
sorrido no banco ao lado...

Júnior Militão

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Insatisfação



...falta amor 
ao menos não falta dor
ah, que falta faz a dor...



Júnior Militão

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Entrega




sem mais você

sem mais solidão só

e somente nós




Júnior Militão

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Coração no Mosaico



junto os cacos
lascas do passado que
ainda não quebrou


Júnior Militão

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Sentir



vejo você sai

pisco os afogados 

em vazio (hai)cais 



Júnior Militão

Janela da alma " Dedicado a meu Mestre Reinaldo "




Nunca vi tão fiel olhar
Por mais fite não os desvia de mim
Olha-me como nada fossemos
E pra onde fosse que nada vejo.

Oh! caixa vazia essa tua cabeça
Sei que andas desmiolada ou mesmo 
Com o coração partido por mim
Pois fechei teu corpo para sempre.

Repouse em seu (g)belo lar 
Quem sabe um dia me dirá em sonhos
Um maldito obrigado pois eu
Nunca esquecerei o seu olhar.


Júnior Militão

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

7 palmos pras tantas



Nunca me atraso, pois sou chato,
quem dirá um dia eu me atrasar?
Devo estar morto ou adoentado!


Se sou chato como relógio,
o que dirão ao tic tac do meu marcapasso?
Estou vivo e sem descompasso!


Triste eu neste passo, sem fim,sem alma, 
a final quem bate neste compasso?
O meu coração ou o marcapasso...




Júnior Militão

♂♥♀


                Ah velha morte.
Por que não larga o meu pé?
Maldita hora em que te conheci!

Escondi meus sonhos.
Tu me mostraste os dentes?
Servo do nada!


Escravo do deserto.
Não venta em mim!
Onde estão meus sonhos?



Júnior Militão



terça-feira, 1 de novembro de 2011

Recluso... da vida lá, fora coisas jogadas fora.

Coisas da Vida
     Coisas lá Fora  
           Coisas comigo 
                Jogadas Fora



Júnior Militão

domingo, 9 de outubro de 2011

Seara





...lavorei sua pele
arei suas costas
rastelei seus lábios
um cravo em seu jardim...






Júnior Militão

Árido



Secou a corredeira
onde flutuava minha calma
Sem água pra beber
donde repousei minh'alma



Júnior Militão

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Presente Distante


Eu ando, onde
Tu andas?
Ele anda, onde
Nós andamos!
Vós andais?
Eles andam, eu não.


Júnior Militão

Cabeça do índio urbano



Eureca !
Minha oca
Esta oca.
O meu eco
Ecoa.
Éca!


Júnior Militão

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Tentação no caminho


Bem dito sejas tu tentação
Que me condena
Que me encanta
Toda vez que nos cruzamos duelamos

Onde cabe sua vontade
Seja feita a minha
Onde faça a minha vontade
Seja sua sepultura

Homem sem vícios é santo
Vida sem vício é chata
Morte por vicio é vida chata
Vencer um vicio é viver

Júnior Militão

domingo, 1 de agosto de 2010

Senhor, tende piedade de nós!


Pelo jeitinho brejeiro da nossa juíza
Pelo perigo constante quando Lula improvisa
Pelas toneladas de botox da Dona Marisa

Senhor, tende piedade de nós!


Pelo Marcos Valério e o Banco Rural
Pela casa de praia do Sérgio Cabral
Pelo dia em que Lula usará o plural

Senhor, tende piedade de nós!
Pela jogada milionária do Lulinha com a Telemar
Pelo espírito pacato e conciliador do Itamar
Pelo dia em que finalmente Dona Marisa vai falar

Senhor, tende piedade de nós!

Pela "queima de arquivo" do Toninho (de Campinas) e Celso Daniel
Pela compra do dossiê no quarto de hotel
Pelos "hermanos compañeros" Evo, Chaves e Fidel

Senhor, tende piedade de nós!


Pela volta triunfal do "caçador de marajás"
Pelo Duda Mendonça e os paraísos fiscais
Pelo Galvão Bueno que ninguém agüenta mais
Senhor, tende piedade de nós!

Pela máfia dos "vampiros" e "sanguessugas"
Pelas malas de dinheiro do Suassuna
Pelo Lula na praia com sua sunga

Senhor, tende piedade de nós!

Pelos "meninos aloprados" envolvidos na lambança
Pelo plenário do Congresso que virou pista de dança
Pelo compadre Okamotto que empresta sem cobrança

Senhor, tende piedade de nós!


Pela família Maluf e suas contas secretas
Pelo dólar na cueca e pela máfia da Loteca
Pela mãe do presidente que nasceu analfabeta

Senhor, tende piedade de nós!


Pela invejável "cultura" da Adriane Galisteu
Pelo "picolé de xuxu" que esquentou e derreteu
Pela infinita bondade do comandante Zé Dirceu

Senhor, tende piedade de nós!


Pela eterna desculpa da "herança maldita"
Pelo "chefe" abusar da birita
Pelo novo penteado da companheira Benedita

Senhor, tende piedade de nós!




Pela refinaria brasileira que hoje é boliviana
Pelo "compañero" Evo Morales que nos deu uma banana
Pela mulher do presidente que virou italiana

Senhor, tende piedade de nós!

Pelo Ali Babá e sua quadrilha
Pelo Gushiken e sua cartilha
Pelo Zé Sarney e sua filha

Senhor, tende piedade de nós! 



Para que possamos ter muita paciência
Para que o povo perca a inocência
E proteste contra essa indecência

Senhor, dai-nos a paz!





terça-feira, 27 de julho de 2010

O amor nos da asas

todo amor é
um par de asas voando
ou depenada...




Júnior Militão

Vaidades Amem


...Deus pendurou
o sol e a lua no céu
vaidoso Deus...



Júnior Militão

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Amanhecer


...beleza furta
dos seus olhos abertos
nascem os dias.




Júnior Militão

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Buque de laranja lima


Laranjas serão limas
Quando sua acides serrilhar
Línguas maiores que o normal

Limas desgastarão os famintos
Quando no arraial andarmos juntos
Com buques de flores de laranjeira



Júnior Militão

Amor, não coloque vírgula


fácil amar você
não é como navegar
em (a)mar aberto



Júnior Militão

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Passos (O Louco)

Um precipício abre a frente.
O escuro cai primeiro.
O que resta no fim
além da queda?
O dia esta claro.
Minha mente esta escura.
Quem caiu primeiro?







 Júnior Militão

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Não me esqueçam nem morto


Influência má
É quando bebem o morto
Sendo você o finado




Júnior Militão

Murchou o nosso amor


Logo alegria volta
Sem ela, meu chefe é bem legal.
Não sabes a falta que tu faz,
Jogos em zero a zero são bacana
Alegria onde estas? Canário calou-se
E diz que não canta mais
O jardim já murchou 
Nem meu pulso pulsa mais.



Júnior Militão

Olhos, vitrine do amor


tristeza anda sempre
a minha frente lembrança
por onde passou



Júnior Militão

terça-feira, 13 de julho de 2010

Inverossímil





sofro vivendo
por ela sofrendo com dor
morrendo de amor


Júnior Militão

Contramão do amor (Cara de Bunda)



...pisei no freio
para não atropelar
coração parou.





Júnior Militão

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Botânica ao pé da letra


_ Estas plantinhas são mudas?
_ Pelo que me disseram, não.
_ E o que foi que elas disseram?



Rubens Rodrigues Torres Filho



segunda-feira, 5 de julho de 2010

Maquiavélico banana


Apontei um lápis
Para atravessar seu coração
Escrevo poemas




Júnior Militão

Precipitação poética (afogado pelo amor)




Chove palavras
Pingos são letras lavando
Tristezas poéticas



Júnior Militão

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Histórias de amor



...a sofrimento
tudo é contos menos
histórias de amor.


Júnior Militão

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Ouro de tolo


Feliz o homem
Que não sabe
O que quer

Todo homem é tolo
Todo ouro é tolo
Todo tolo sabe o que quer

Feliz todo homem
Que sabe amar
A si mesmo

Todo homem é ouro
Todo ouro esta em si
Todo si é feliz


Júnior Militão